APOIO

APOIO

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Pastor compara Nossa Senhora a garrafa de Coca-Cola e causa revolta


O pastor Agenor Duque, da Igreja Plenitude do Trono de Deus, protagonizou uma polêmica recentemente. Um vídeo que mostra a pregação dele na sede da igreja, em São Paulo, mostra o pastor usando uma garrafa de Coca-Cola para zombar da devoção à imagem de Nossa Senhora.
A cena foi exibida no canal da emissora, disponível para quem tem antena ou TV por assinatura. Duque não cita nominalmente Nossa Senhora, mas fica claro que fala dela. “É escura como essa garrafa, o manto dela se parece com um rótulo”, diz.
“A boca dela não fala. O ouvido dela não ouve. Você que está com câncer, tire ela do pedestal. Talvez tenha um altar aí”, orienta.
Ele solta a garrafa no chão. “Eu a desafio a levantar. Estou falando da Coca-Cola. Mas você sabe do que eu estou falando”, continua.
Ele também ataca a imagem de São Jorge. “Tire esse cavalo que está aí, esse homem que está em cima (do cavalo, São Jorge) e aceite a Jesus Cristo Salvador”, diz, sob aplauso de fiéis.
A pregação causou revolta entre católicos. Vários líderes da religião responderam a Duque, que acabou tirando o vídeo original da rede. Segundo o Uol, o departamento Jurídico da Igreja Plenitude também tem notificado canais que estão com o vídeo, alegando que infringem direitos autorais.
“Esse pastor, que eu nem vou citar o nome, pegou uma garrafa de Coca-Cola fazendo insultos. Pra que isso? Porque esse ódio à Virgem?”, questionou o padre Augusto Bezerra, em sermão disponibilizado online.
O padre Fernando Henrique Guirado também se manifestou. “Na minha casa tem, sim, pastor, a imagem da mãe de Deus, enegrecida, cujo título é Nossa Senhora de Aparecida. Não é uma deusa e não se parece com uma garrafa de refrigerante. Se parece com a Arca da Aliança”, afirmou.


Fonte: Correio24h

Nenhum comentário:

Postar um comentário